Varejistas de setores diversos vendem máscaras descartáveis BYD para suprir demanda do mercado

Publicado em 04.09.2020 | Por Noticias BYD Imprensa

A pandemia do Covid-19 alterou a forma de produzir e de operar de muitas empresas e a com a BYD não foi diferente. A multinacional gigante da energia limpa e pioneira em veículos elétricos destinou, desde janeiro, parte de sua fábrica para produzir EPIs e gel esterilizante. Em maio, parte de sua produção de máscaras passou a ser comercializada pela BYD Brasil e, desde então, diversos parceiros das mais distintas áreas, começaram a revender as máscaras BYD, como a rede de petshop Pet Camp, de Campinas, e a rede Akki Atacadista, de São Paulo, capital.

Luana Leite, sócia proprietária da Pet Camp, contou que logo no início da pandemia a rede de lojas decidiu iniciar a venda de máscaras para atender à demanda dos consumidores que buscavam por proteção. “Nós começamos vendendo máscaras de pano bem no começo da pandemia para facilitar a vida do cliente, porque ainda não era um produto fácil de se encontrar para comprar. Agora, começamos a vender as máscaras descartáveis da BYD, que tem uma aceitação muito boa do público, porque é mais confortável. Você respira melhor com ela. Então, para a pessoa que precisa ficar o dia todo trabalhando, acaba sendo muito melhor”, esclarece Luana.

Com alta demanda na procura por máscaras, a rede AKKI Atacadista também decidiu colocar as máscaras descartáveis BYD em seu portfólio de produtos. Para Sérgio Alves Sala, gerente comercial do Akki Atacadista, comercializar as máscaras da BYD foi uma decisão sensata e acertada. “A higiene e a segurança hoje vem em primeiro lugar e, nestes pontos, a qualidade do produto é muito boa. Além disso, são visualmente atraentes aos olhos do consumidor”, evidencia Sérgio.

As máscaras faciais descartáveis BYD possuem três camadas de proteção e capacidade de filtragem atestada BFE (Eficiência de Filtração Bacteriológica) de 99,2% contra gotículas e partículas virais, auxiliando na proteção contra a transferência de microorganismos, fluídos corporais e material particulado. “As máscaras da BYD são de alta qualidade e sua eficiência foi comprovada pelas certificações de gestão de qualidade ISO 90001 e ISO 13485. Além disso, elas já receberam certificações de qualidade dos EUA, Canadá, Europa, Japão, Austrália e Nova Zelândia”, relata o diretor de vendas da BYD Brasil, responsável pelo setor, Henrique Antunes.

Segundo Aidilson Cesar Dumele, gerente de vendas da BYD, esse setor de HealthCare para o Brasil é um departamento que engloba o mercado de saúde e, mesmo não sendo o principal negócio da empresa, é um departamento que possivelmente seguirá crescendo e vai se consolidar. Outro ponto de destaque é a comercialização com condições especiais para clientes de saúde. “Conseguimos comercializar as máscaras da BYD com condições exclusivas, justamente pela quantidade de material que eles necessitam e utilizam diariamente nos hospitais, clínicas e laboratórios”, completa Dumele.

Fábrica de máscaras na China

A força-tarefa liderada pelo presidente mundial da BYD, Wang Chuanfu, composta por diferentes divisões de negócios e mais de três mil engenheiros, em duas semanas viabilizou a fabricação de máscaras faciais e gel esterilizante, ajudando a sociedade a reduzir a severa escassez de máscaras em meio à pandemia. Em pouco tempo, a empresa se tornou uma das líderes também neste segmento. Hoje, a fábrica está funcionando 24 horas por dia e é capaz de produzir 5 milhões de máscaras diariamente.  A iniciativa de Wang Chuanfu garantiu a sua inclusão na 3ª posição da lista da revista Fortune dos 25 maiores líderes do mundo que têm se destacado como heróis no combate à pandemia da COVID – 19.